Mais ser cada dia / Ser cada dia mais

Cada dia mais elevo-me a ser
leve.
E levo da vida a leveza e a beleza
das nuvens, chuvas, amores de flores,
que florescem cada dia mais, dentro de nós.
Floresço.
Floresço e cresço e sumo.


Cada dia mais sumo para o mundo
e sinto-me dentro de mim.
E sim,
tome-me de dentro de mim.
Sumo sem rumo de mim,
e fujo dos meus próprios males
sem fim.


Cada dia mais eu subo
e subtraio quem trai e me distrai
e trago e sugo pra dentro tudo que julgo
tranquilo e simples, vulgo, bom.


Cada dia mais escuto o som
da natureza, e seus tons e dons.
Esculpo, engulo e cuspo a tristeza
e suas dores e cores marrons.


Cada dia mais vivo
estou.
Pois na vida nasce a dádiva
da duvida da vida: ser ou não ser vívida?
E eu continuo contínuo na ativa tentativa de ser
feliz.


Cada dia mais me movo,
e me renovo, e me removo
e me inovo, de novo, me movo.
Porque parar é perder a essência de ser
é esquecer a consciência de si
é não saber compreender: o estranho que é ser
você.


Minha Autoria

Um comentário:

  1. Incrível, amei.. acho que era tudo que eu precisava ler hoje.
    "Parar é perder a essência de ser".. literalmente!

    ResponderExcluir

Comente! :D Mas leia antes de comentar!